Enorme oceano

Com a distância
Mostras-te mais perto
Posso sussurrar

Com o que quebrou
Construímos a torre
De onde vemos mais

Enorme oceano
Não é salgado demais
Para o tragar

JV

Olhos abertos

Olhos abertos
Não conseguem abraçar
Esta paisagem

Trapos e barro
Tesouros escondidos
Em bolsos rotos

Castelos feitos
Da areia mais seca
Com vista p'ro mar

JV

Mergulha

Mergulha e tens
O mar todo para ti
Profundo em ti

Achas tesouros
Entre o que é vulgar
Casas vazias

Olhos que brilham
Com pequenas promessas
Que valem tudo

JV

Doces sussuros

Doces sussurros
Abraçados, lutamos
Contra a noite

Canto tréguas
Desistes com certeza
Até voltares

Mais um conto
E dançamos outra vez
Este combate

Abres os olhos
Para mostrar quem ganhou
E já não me vês

Toca o sino
Palavras que não ouves
Grato, entrego

JV

Toupeira Rude

Toupeira rude
Que levas e que trazes
Os meus dias

JV